Difunda a Cordialidade

19/10/13 Difunda a Cordialidade

 

As pessoas não precisam apenas de apoio material para viverem felizes. Num grande número de casos, a falta de incentivo emocional é que as mantêm travadas e incapazes de utilizarem adequadamente seus dons e capacidades.

Sem gastar um só centavo ou consumir o tempo reclamado por suas atividades profissionais você pode mudar para melhor o dia daqueles que cruzam o seu caminho ou com os quais convive no trabalho, na escola ou em outros cenários de sua vida. Um olhar carregado de bondade, um sorriso fraterno, uma palavra de encorajamento, um bom dia que traduza real desejo de que as coisas corram bem para a pessoa a quem cumprimenta, um aperto de mão que vá além do automatismo do gesto podem fazer toda a diferença para aqueles a quem você se dirige.

Realizar esses pequenos milagres em sua casa, no caminho para o trabalho ou no ambiente em que vai passar a maior parte do dia exige pouquíssimo esforço. Talvez seja preciso apenas deixar de lado o celular por alguns minutos ou protelar um telefonema a ser dado a fim de efetivamente ouvir e trocar ideias com quem está à sua frente.

Isso, a princípio, pode lhe parecer um sacrifício – pois você vive permanentemente conectado com tantas pessoas fora do local em que está que não lhe sobra tempo para se comunicar com aqueles ao seu redor. Em outros casos, o hábito de, em casa, engolir a primeira refeição às pressas, com um olho na xícara e outro no jornal, não lhe permite apreciar o alimento e dizer a quem o preparou que, naquele dia, o café está particularmente saboroso. A mudança de atitude, porém, vale a pena.

Em vez de antecipar-se a acontecimentos que estão por vir, procure estar presente àquele do qual participa em cada momento. Tenha olhos, ouvidos e coração atentos para as pessoas com quem divide o espaço. Ouça, interaja, apoie e, se for o caso, peça apoio.

Estará assim ajudando a criar um ambiente melhor, mais agradável e com maior calor humano para seus interlocutores e também para si mesmo.

 

Geraldo Bonadio
Jornalista

Oferecimento: Crematório e Necrópole Ecumênica Memorial Park