Nenê aos 60!

02/06/13 Nenê aos 60!

 

Ele é o Nenê, o caçula de uma família de sete irmãos.  Naturalmente, aos 63 anos, a virtude de José Medeiros de Moraes não está em ainda ser o mais novo, pelo menos em meio à sua nova família, os profissionais e  alunos da academia Training Center, onde atua como personal trainer. Mas, mesmo depois de já estar aposentado, podemos dizer que sua vantagem ainda é ser, visivelmente, o mais jovem. Sua aparência é prova disso. E sua experiência, de 45 anos de profissão, parece render-lhe a energia típica de uma carreira em plena ascendência.

Hoje ele pratica menos de uma hora de exercícios físicos diariamente, o que basta para manter seus objetivos com o corpo. Mas ele já  jogou muita bola, levantou muito peso, participou de competições regionais como  fisioculturista e até fez desta sua paixão pela atividade física um meio de realização como empresário. Aliás, foi um destacado empreendedor da área na  cidade, pois abriu a primeira academia de ginástica de Sorocaba, em sociedade  com o irmão, na Rua Sete de Setembro, em 1970. Maciste foi o nome escolhido para  a academia, por ser o nome de um homem de grande força na mitologia grega. E a  força estava no centro das atenções naquela época, com ênfase na escultura do corpo. Mas o conceito da atividade física sofreu uma importante mudança e Nenê  soube reposicionar seu empreendimento, ampliando sua estrutura, que passou a  funcionar na Rua Cesário Mota, com novo nome, a Academia Central. Nesse espaço,  foi oferecida uma programação de atividades mais diversificada, com foco na qualidade de vida de todos que quisessem movimentar o corpo com  orientação.

Com a  palavra, o Nenê

Eu sempre pensei na atividade física como um meio de  conquistar saúde para o futuro. Ela não é para hoje. Não podemos praticar porque mandaram. Ninguém muda ninguém. A pessoa tem que mudar por ela mesma e se conscientizar, antes que o perigo se aproxime.

A falta de tempo não é desculpa. O tempo somos nós quem fazemos. Não podemos deixar que ele nos leve. E nem precisamos comprometer nosso dia. Trinta minutos diários já fazem a diferença. Pode ser de casa para o trabalho, se trabalhamos perto. Pode ser subindo as escadas. A cidade tem muitas  opções: pistas de caminhada e praças com academia ao ar livre estão em vários  pontos. Academias também não faltam. Pode ser que a pessoa não goste de fazer  atividade física em ambiente fechado, ou com música tocando, mas a verdade é que temos alternativas. Só não faz atividade física quem não quer.

Claro que o meio ajuda. Se a pessoa nunca praticou esportes, nem no tempo da escola, nunca entrou em contato com uma bola, dificilmente vai tomar gosto pela atividade física, especialmente em tempos em que a sociedade exige tantos conhecimentos. O que acontece, normalmente, é que a pessoa se dedica aos estudos, ao trabalho e esquece que a sua saúde depende também do quanto ela se movimenta.

E educação dos pais é fundamental. Hoje uma criança de oito ou nove anos prefere estar à frente do computador. Se ela não for  incentivada, crescerá sem nem saber por onde começar a se movimentar. Ficará sedentária por longos anos, até que um dia venha a encontrar um profissional da saúde que a alerte sobre a necessidade de mexer o corpo por algum motivo, como a  necessidade urgente de perder peso.

Como personal trainer vejo a  felicidade no rosto daqueles que oriento, mesmo tendo algum fator a superar,  como as limitações de uma doença ou de um pós-operatório. E o meu maior prazer  está em ajudar a pessoa a alcançar seu bem-estar, com sua autoestima preservada.  E é isso o mais importante de tudo, um benefício que não se compara a estar  dentro dos padrões estéticos valorizados pela sociedade que, infelizmente, é a  expectativa de muitos.

Outro grande prazer é trabalhar em um ambiente de  amigos, a começar pelo Zé Carmona, que é um irmão. E eu tenho muitos amigos,  donos de academias, ex-alunos meus, que vêm até a mim e me tratam com carinho.  Isso não tem preço que pague. São os valores que eu elegi como os melhores. Deus prepara as coisas na hora certa.

 

A matéria “NENÊ AOS 60!” está publicada na revista Bem-Estar Real, edição maio/junho 2013. Pegue a sua em uma das unidades da Padaria Real.

Real Centro – Rua da Penha, 1.373 – Centro

Real Campolim – Av. Antônio Carlos Cômitre, 475 – Bairro Campolim

Real Afonso Vergueiro – Av. Afonso Vergueiro, 2.800 – Av. Afonso Vergueiro