Para sentir-se bem à mesa (e depois!)

02/06/13 Para sentir-se bem à mesa (e depois!)

O sorriso dela, você já viu, é contagiante. Começa daí a funcionar sua empatia como pessoa e como profissional. Com esse jeitinho, a  nutricionista Carla Ciardo Rodrigues (CRN 3181) nos ajuda a resolver todas as nossas dúvidas sobre alimentação. Suas palavras são pontuais e esclarecedoras. Louca  por chocolate, ela entende bem nossas vontades. Por isso, consegue fazer uma ponte entre os nossos comportamentos e os hábitos que deveríamos entender (e  praticar) para chegarmos ao sonhado equilíbrio entre as energias que ganhamos e as que perdemos. Entre as boas reflexões propostas por ela, destacamos as relacionadas abaixo. Mas vale a pena consultá-la para ampliar o conhecimento.  Ela sabe muito! Seu consultório fica na academia Training Center, ao lado da  Real Afonso Vergueiro.

Por onde  começa a boa digestão? – Pela boca! Mastigar bem é fundamental. Se o alimento é ingerido sem ser bem mastigado, quase inteiro, a digestão se dificulta. Os problemas gastrointestinais começam daí. Desconfortos abdominais e excesso de gazes são indícios para refletir sobre  a qualidade da digestão.

Líquidos  durante as refeições? – Meio copo de  água. Se a bebida é saborosa, acabamos bebendo mais. E o excesso de líquido também compromete a digestão.

Alimentos  nutritivos estão liberados? –É o que importa. Mas não é por isso que estão liberados à vontade. É preciso saber controlar a quantidade.

E para perder  peso? – Cada pessoa precisa de uma estratégia em particular, que vai depender da qualidade da sua alimentação, do seu estilo de vida, do seu nível de atividade física, além de suas características, como: peso, altura, idade, sexo e composição das massas corporais. Não se deve copiar fórmulas, mas encontrar a estratégia individual mais adequada.

Como pensar o  cardápio? – Temos que pensar nos macronutrientes, que já são mais conhecidos: proteínas, carboidratos e lipídeos.  Mas também temos que pensar nos micronutrientes: vitaminas e minerais. Cada um  deve entender como compor a sua alimentação, segundo suas preferências e as  necessidades do seu organismo. Um bom cardápio é planejado.

Sobre nossos  heróis – Os heróis da minha geração, aqueles que eu admirava quando criança, eram: o Pernalonga, que comia cenoura; a  Magali, que comia melancia; e o Popeye, que comia espinafre. Vale a pena pensar no exemplo que nossas crianças têm para seguir.

_______________

Quer saber mais? Envie sua pergunta para o repórter real: site@padariareal.com.br ou entre em contato com www.trainingcenter.com.br

2 Comentários

  1. fernando inacio /

    Olá, gostaria de saber qual a data que estará disponibilizada a revista bem estar deste mês.
    Agradeço
    Fernando Inácio

    • Olá Fernando. Ela está sendo distribuída nas três lojas da Padaria Real.