Sustentabilidade de dentro para fora

02/01/12 Sustentabilidade de dentro para fora

A Padaria Real inicia seu processo de conscientização sobre sustentabilidade. É um primeiro passo de um longo caminho. E o projeto nasceu da melhor maneira possível: de dentro para fora.

 

Por José Vicente de Souza, diretor-presidente da Padaria Real

Como todos da Padaria Real, fui participado da iniciativa de um grupo de colaboradores que lançou, no final de outubro, o projeto “Consciência Sustentável”.
Após seis meses de gestação, eles escolheram e divulgaram o lema do projeto, para que pudéssemos entender seu propósito: “Plantando a reflexão na consciência das pessoas, por meio de pequenas grandes ações, para que todas as gerações possam ter o direito de viver em um ambiente sustentável”.
Decidiram então dar o primeiro passo: diminuir o consumo de dois itens descartáveis usados aqui na Real, internamente, lançando suas versões reutilizáveis.
Disponibilizaram, então, para todos os colaboradores, caramanholas (squeezes) para substituir os copos descartáveis (1.700 unidades/dia) e sacolas de TNT para poupar sacolas plásticas (500 unidades/dia).
Como líder da casa, quero expressar minha admiração.
Em todos os 54 anos da Padaria Real, construímos muitas coisas junto com nossos colaboradores. Reconhecemos que sem eles não chegaríamos onde estamos: com três unidades, gerando cerca de 500 empregos diretos.
Para construir essa história não estivemos limitados à panificação, confeitaria e rotisserie. Em diversas ocasiões fomos além. Conseguimos continuar progredindo, inovando, acrescentando serviços e tecnologias às nossas rotinas, para dar vazão a uma oferta de produtos maior e mais alinhada com as necessidades dos nossos clientes. Um exemplo dentre as mais visíveis inovações são os lançamentos de produtos, como o Sorvete Artesanal Real, um sucesso absoluto.
Mas tenho a consciência de que, para estarmos promovendo todas essas construções, implicamos, involuntariamente, na destruição de outras tantas coisas.
Poderíamos nos confortar nos limitando a aceitar o fato de que os dois lados dessa realidade aplicam-se a todos os processos de produção, de todas as empresas, em qualquer lugar do mundo.  Mas, temos o privilégio de recebermos esse alerta que coloca na balança o custo do progresso, originado espontaneamente pela cabeça de nossos colaboradores. Diante disso, só há uma decisão, muito importante, a tomar: respeitar essa iniciativa.
Para nos restringirmos apenas aos números aqui já apresentados, podemos fazer uma simples previsão: multiplicar o consumo diário pelo período de um ano, para entender onde eles estão querendo chegar. Se o objetivo do grupo for atingido, em novembro de 2012, terão sido poupados 612mil copinhos descartáveis e 180mil sacolas plásticas, apenas com o consumo interno.
Não restam dúvidas de que esse pequeno grande resultado será fruto de atitudes diárias, aquelas que a gente nem percebe, mas que, se forem sendo somadas, serão cada vez mais importante.
Por isso, a conscientização é o início de tudo. E o que nos deixa particularmente satisfeitos é que essa vontade nasceu da nossa gente, com quem continuamos aprendendo muito.
Sabemos que a sustentabilidade é uma questão mundial e que sozinhos não podemos melhorar o mundo. Sabemos também que nós ainda temos um longo caminho pela frente, com muitos desafios a superar, sem desistir no meio do caminho. Mas sabemos da coragem, competência e compromisso da nossa gente. Porque quem ajudou a construir a Padaria Real, pode também ajudar na construção de um mundo melhor.

1 Comentário

  1. Grande atitude com pequenos gestos….se todas empresas se voltassem a essas atitudes O PLANETA IRIA AGRADECER…
    ABRAÇOS